Não foi fácil ser pai ou mãe neste ano pesado que foi 2020, marcado pela pandemia do Novo Coronavírus que bagunçou a vida de todos. Sabemos também que a incerteza em relação ao tratamento e às consequências da doença impactam na rotina das nossas crianças e, principalmente, no funcionamento das escolas.

Para um retorno às aulas mais tranquilo, é necessário garantir a segurança dos nossos filhos. De acordo com o Observatório Covid-19 BR, uma pesquisa realizada em Missouri (EUA) colocou duas funcionárias de um Salão de Beleza positivas para COVID-19 em contato com 139 clientes, sempre com o uso de medidas protetivas. Tempo depois, 67 desses clientes foram testados e todos deram negativo. 

As medidas como máscara, uso do álcool em gel, distanciamento físico e não compartilhamento de itens pessoais são obrigatórias e eficazes na luta contra a COVID. Capazes de diminuir as chances de contágio, essas medidas são fundamentais na volta às aulas. Mas o que nós, pais, podemos fazer para ajudar?

Evitando o compartilhamento

Você consegue imaginar que há um ano as crianças usavam o mesmo bebedouro? É fato que a pandemia nos abriu os olhos para muitas questões de higiene, que devem, inclusive, perdurar no período pós Coronavírus. Para a volta às aulas, é fundamental ter todos os materiais identificados, a fim de evitar o troca-troca.

Você deve já ter percebido que a maioria das crianças possuem materiais escolares parecidos, da mesma marca, com a mesma temática da moda. No momento de execução das atividades, as professoras precisam ficar atentas para evitar o famoso “pedir emprestado”, principalmente se não for realizada nenhuma higienização. Mas, mais do que isso, pode ser que em algum momento as crianças façam alguma confusão, e troquem os seus materiais, sem a intenção. Se uma dessas crianças estiver contaminada, isso pode ser o suficiente para gerar um contágio grande.

O mesmo ocorre – e requer maior atenção ainda – com os apetrechos de higiene como máscaras e álcool em gel, ou ainda os itens da lancheira. As máscaras são sempre muito parecidas, e podem acabar se confundindo, principalmente em momentos como a hora do lanche. Dessa forma, identificá-las com etiquetas para tecido, que não prejudicam o seu uso funcional e nem sua estética, é fundamental para garantir a segurança dos seus filhos.

Orientando as crianças

Como já falamos em outros momento aqui no blog: não podemos subestimar o poder de entendimento das crianças. É claro que elas já perceberam as mudanças na rotina, os horários diferenciados, o trabalho em home office e o uso de acessórios antes nunca vistos por elas. Deixar o seu filho aquém de tudo que está acontecendo é cilada: isso pode desenvolver medo, angústia, ansiedade e aflição. 

A dica é esclarecer sobre a pandemia, explicar por que é importante seguir as medidas de segurança, salientando sempre que tudo vai passar, e que é preciso ter paciência. É essencial que a criança entenda que as suas atitudes refletem nas dos seus coleguinhas, e que seguir as orientações agora é cuidar de si e dos outros. Fale sobre coletividade, responsabilidade, compaixão, empatia. Mas atenção! Não cause pânico, ok? 

Uma maneira legal de falar sobre isso é com o experimento do orégano. Ele explica como o contágio ocorre e como pode ser evitado seguindo as medidas de segurança, de uma forma completamente didática e lúdica.

Outra dica interessante é incluir a rotina de cuidados dentro de casa, mesmo que somente entre os membros da família. Criar o hábito de lavar as mãos regularmente, higienizar os materiais e não dividir apetrechos individuais pode fazer com que a criança tenha um entendimento maior e sofra menos com as restrições necessárias. Você deve ser o exemplo!

A BBDU dá uma mãozinha!

Sempre buscamos estar presentes para facilitar a rotina de pais e mães no enfrentamento dessa tarefa inspiradora e, ao mesmo tempo, árdua, que é criar uma criança. Nesse momento tão difícil, não poderia ser diferente. Confira nossos produtos:

Veja mais em: BBDU

Juliana Martins
Psicóloga | Mãe da Duda | Criadora da BBDU

Leave a Reply

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

%d bloggers like this: