By Manual da Separação

20 Passos para o Bom Divórcio – Passo 4: DESAPEGO

O que te faz permanecer? O que te faz não seguir em frente? É algo material? Um lembrança do passado?

No passo anterior, sugerimos um exercício de pensar: o que é meu e o que é do outro? O que ficaria comigo e o que iria com ele. Lista na mão e três colunas a serem preenchidas: meu, dele e uma com asterísco (*) para os pontos possíveis de discórdia.

Se conseguirmos ser honestas nesta divisão solitária, a chance de termos êxito é maior ainda. Por exemplo: isto ganhei de uma amiga, isto veio da casa dos meus pais e isto ele ganhou de aniversário. O que estabelece o íntimo e pessoal, é íntimo e pessoal. No fundo, a gente sabe o que pertence a cada um. Obviamente teremos que fazer concessões e trocas, faz parte de um bom negociar. Ganhamos alguma coisa, perdemos outra. Isso também é exercitar o desapego.

Com isso, aprendemos que poucas coisas nos são realmente valiosas. Lembranças afetivas valem o investimento. E o ter pelo ter vai desmoronando dentro de nós. A mudança que uma separação traz ocorre, principalmente, dentro da gente.

Este exercício material de desapego, nos fortalece para outras perdas de naturezas diversas. Lembranças não se perdem, filhos permanecem e nós nos ganhamos diferentes. Dói deixar para trás? Certamente. Mas, nos cabe lembrar que neste momento as perdas parecem maiores porque estamos na fase da dor de vivenciar uma decisão. Num momento que ainda não temos como visualizar os ganhos (e muitos são inimagináveis). O caminho é, como viemos fazendo desde o primeiro passo, enfrentar nossas verdades. São elas que vão relativizar as perdas. Por isso o esgotar possibilidades é tão decisivo. Fiz o que podia? Dei o meu melhor para aquele momento? Então, só me resta seguir.

Tudo aquilo que pensamos numa primeira vez, tem muita importância. Nas vezes seguintes, vão diminuindo na escala de valor real. E o que não é lembrado deve certamente ficar para trás.

Mesmo que esteja doendo, uma vida novinha começa a se formar dentro da gente. É a chance de reiniciarmos de um novo jeito, num capitulo de protagonismo nosso. No fim, como nos lembra o Manual, o que realmente importa, cabe dentro de uma pequena malinha.

Seguimos.

Núcleo da Separação com filhos (saiba mais).

Clique aqui para conhecer todos os produtos disponíveis para ajudar os pequenos nesse momento.

Leave a Reply

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

%d bloggers like this: